Globo tem verba reduzida pelo Governo Bolsonaro e priorizam a RecordTV e o SBT

Foto: Reprodução

O presidente, Jair Bolsonaro, mudou os planos em relação à distribuição de verbas publicitárias às emissoras de televisão. As beneficiadas nesse quesito foram a RecordTV e o SBT, por serem aliados ao Planalto (Mas que não são líderes). Quem saiu perdendo nessa história, foi a Globo, teve sua participação reduzida.

Segundo o jornal Folha de São Paulo, embora a emissora carioca seja assistida por milhares de brasileiros, sua participação na fatia foi reduzida que as das duas concorrentes, o que não era vista nos anos anteriores.

O TCU adquiriu à Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência), planilhas de valores pagos, via agência de publicidades, paras as três emissora, e interligou os dados. O objetivo é subvencionar o processo, que está em aberto, a partir da representação do Ministério Público de Contas para dissecar se os recursos estão sendo distribuíndo recursos com critérios políticos, em favor à RecordTV e o SBT.

Confira:

As agência se baseam nos dados aferidos pelo Kantar Ibope, para a definição do rateamento. Segundo o instituto de medição, entre janeiro e outubro deste ano, a Globo consolidou 33.1% do público da TV, contra 14.5% do SBT e 13.1% da RecordTV. Os dados discorridos é referente às 15 principais regiões metropolitanas.

Nas oito últimas campanhas dos anos anteriores, a Globo sempre teve participação majoritária de share entre 37% e 57%. As concerrentes variam entre 10% e 24%. Durante a campanha e a posse de Jair Bolsonaro, a RecordTV foi a emissora apoiadora e recebe toda atenção da autoridade máxima do país. Já os seus filhos, têm participado de programas das emissoras defensoras do político.

Segundo dados atualizados pelo TCU deste ano até junho, o governo injetou R$ 16.1 milhões às três estações de TV. O recurso bruto, de R$ 15.3 milhões, refere-se a campanha da Reforma da Previdência. O planejamento inicial seria distribuir verbas conforme o share das emissoras.

A Globo teve 18.1% da verba, enquanto a RecordTV ficou com 44,5% e o SBT com 37,4%. Dados apontados pelo Kantar Ibope, o SBT e a RecordTV detinham um quinto de audiência das TV Abertas naquele momento. Em ações de merchandising, a Globo também ficou de fora.