Globo buscou inovação com Além do Horizonte há sete anos atrás

Thiago Rodrigues , Juliana Paiva , Vinicius Tardio e Christiana Ubach | Foto: João Cotta/Globo

Após uma sequência de fracassos em novelas com toques de humor nonsense, a Globo buscou inovar o horário das sete horas com uma história de suspense em Além do Horizonte. A trama de Carlos Gregório e Marcos Bernstein estreou no dia 4 de novembro, numa segunda-feira, deixando os telespectadores confusos com os rumos da narrativa.

Inspirada na série norte-americana, Lost, Além do Horizonte teve que passar por mudanças após ver a audiência patinar na Grande São Paulo e perder público na faixa horária. Tardiamente, a trama deixou o clima soturno de lado e passou a apostar no casal de protagonistas e no humor que estava em falta. A direção de Gustavo Fernandez foi elogiado pelos críticos especializados, assim como os recursos impostos pelo profissional.

Completando sete anos de sua exibição original, a trama fechou com média geral de 19.74 pontos, 10.2 pontos abaixo da meta que era de 30 pontos. Com esse resultado, Além do Horizonte encerrou sua trajetória com a segunda pior média geral de uma novela das 19h sendo superada apenas por sua sucessora, Geração Brasil que terminou com 19.3 pontos de média geral.